Como Cielo, WhatsApp traz tecnologia de pagamentos para o Brasil



Sem maquininha, novidade permite receber pagamentos com cartões em segundos.

A Cielo saiu na frente e será a provedora de serviços financeiros para o Facebook Pay no Brasil, parceria permitirá que os usuários de um dos aplicativos mais populares do mundo – o WhatsApp – enviem e recebam dinheiro em poucos cliques, bastando ter um cartão de crédito ou débito de uma instituição conveniada ao serviço.

Cielo pagamentos WhatsApp

Cielo se junto ao Facebook para permitir envio e recebimento de dinheiro pelo aplicativo WhatsApp. Entre pessoas, envio de dinheiro pode ser feito de graça. (imagem: WhatsApp)

De início, serão aceitos cartões do Nubank, Banco do Brasil e da Sicredi, mas a expectativa é de que outras instituições financeiras se juntem ao serviço nos próximos dias. A Visa, por exemplo, já demonstrou um forte interesse em tornar todos os seus cartões de crédito e débito compatíveis com o sistema de pagamento do WhatsApp.

Já entre pessoas físicas o pagamento poderá ser feito através de cartão de débito do Banco do Brasil, Nubank e Sicredi; já os pagamentos cujo destinatário seja uma conta do WhatsApp Business poderão ser feitos também via cartão de crédito das três instituições financeiras.

O Brasil é um dos primeiros países a contar com a funcionalidade financeira do Facebook. A tecnologia de pagamentos estava sendo testada desde 2019 na Índia, primeiro país em que o serviço foi liberado para utilização.

COMO FUNCIONA OS PAGAMENTOS PELO WHATSAPP BY CIELO

A funcionalidade está sendo liberada aos poucos para todos os usuários do aplicativo WhatsApp no Brasil, vale a pena manter o app atualizado para ser um dos primeiros a testar a novidade. Ao clicar no “clipe” em uma conversa aparecerá a opção PAGAMENTO que, como o próprio nome sugere, permite que o usuário “anexe”, dentre outras coisas, dinheiro à conversa.

Após digitar o valor e a mensagem, a próxima etapa é cadastrar um cartão de débito do Nubank, Banco do Brasil ou da Sicredi; para concluir o pagamento basta digitar o PIN previamente cadastrado na ativação do Facebook Pay.

No vídeo a seguir – divulgado pelo WhatsApp – é possível conferir detalhadamente todas as etapas envolvidas em um processo de pagamento pelo aplicativo:

Entre pessoas físicas a transferência de dinheiro poderá ser feita de graça! Já as empresas ou pessoas físicas que utilizarem a funcionalidade comercialmente terão uma taxa de 3,99% descontada do valor recebido.

Com relação ao saque dos valores, ele poderá ser feito diretamente para uma conta bancária em cerca de 2 (dois) dias úteis do recebimento.

Enviar dinheiro para amigos, familiares e pagar por produtos e serviços nunca foi tão fácil!

Limitações do envio de dinheiro pelo WhatsApp

Por segurança e para atender algumas regras do modelo de “conta de pagamentos”, há alguns limites, são eles:

  • Cada usuário poderá enviar até R$ 1 mil por vez para outras pessoas físicas;
  • O limite mensal de transações é de R$ 5 mil;
  • É possível fazer até 20 pagamentos por dia, desde que respeitado o limite mensal supracitado;

A tecnologia traz facilidade aos usuários, pois dispensa a necessidade de maquininha para receber pagamentos com cartões de crédito e débito. Além das vendas pela internet, o sistema também poderá ser utilizado por estabelecimentos físicos para receber pagamentos de consumidores sem o uso de maquininha, basta que o consumidor adicione o contato oficial do estabelecimento ou então mire no QR Code do contato.

É importante notar que para fazer uso do sistema de pagamento no WhatsApp o usuário precisa ter mais de 18 anos e deve validar o cadastro junto ao Facebook Pay pelo próprio aplicativo. No caso do WhatsApp Business, a ativação da funcionalidade de pagamento demanda uma validação ainda mais criteriosa, cujo processo é validado também pela Cielo para prevenir fraudes.

A Cielo está bastante atenta a revolução dos pagamentos no país. Já prevendo o fim dos cartões físicos nos próximos anos, a credenciadora é líder no Brasil em pagamentos por QR Code, recentemente a empresa passou também a aceitar o cartão virtual da Caixa Econômica Federal (CEF) até nas maquininhas.

O fechamento de um acordo com o Facebook – dono das redes sociais (Facebook e Instagram) e do aplicativo de conversas mais popular no Brasil e no mundo – poderá dar ainda mais vantagem competitiva para a credenciadora cujos sócios são o Bradesco e o Banco do Brasil. É questão de tempo até o Bradesco e outras instituições aderirem a novidade.

Talvez essa tenha sido uma “rasteira” para a Rede – do Banco Itaú – que, desde então, se recusava a se juntar ao sistema de pagamento por QR Code da Cielo, o Cielo Pay, cujos parceiros incluem dezenas de instituições financeiras, para focar na solução própria (o iti).

Questionada sobre a preocupação com fraudes financeiras, a Cielo informou que o processo de pagamento envolve várias métricas de segurança, dentre as quais, validação do perfil do pagador e dos dados do cartão de crédito ou débito utilizado como forma de pagamento. É por isso que o app não aceita cartões de todas as instituições financeiros (o que certamente seria possível), pois envolve um acordo de cooperação para que os pagamentos pelo app possam ser processados com mais segurança.





Secured By miniOrange