Fim da maquininha? Cielo libera pagamentos com cartões pelo WhatsApp



Cielo dará suporte ao WhatsApp para viabilizar pagamentos com cartões de crédito e débito no app mais popular do Brasil.

Após saltar 34%, as ações da Cielo fecharam em alta de 14% no dia subsequente ao anúncio da parceria com o aplicativo WhatsApp. O acordo com o Facebook – gigante das redes sociais que controla a rede social com o mesmo nome, o Instagram e também o WhatsApp – pode dar vantagem de comercial a credenciadora do Banco do Brasil e do Bradesco em relação a outras maquininhas.

Cielo pagamentos WhatsApp

Cielo se junto ao Facebook para permitir envio e recebimento de dinheiro pelo aplicativo WhatsApp. Entre pessoas, envio de dinheiro pode ser feito de graça. (imagem: WhatsApp)

Com o acordo, a Cielo funcionará como gateway para processar pagamentos com cartões de crédito e débito no aplicativo WhatsApp, permitindo que os usuários do mensageiro enviem e recebam dinheiro de forma simples e desburocratizada.

Já os estabelecimentos poderão receber pagamentos comercialmente através do WhatsApp Business. Entre pessoas físicas não haverá custo de transferência, já as empresas ou usuários que utilizam o aplicativo comercialmente terão que pagar 3,99% do valor recebido de taxa.

A parceria coloca a Cielo em uma posição privilegiada, pois até agora nenhum outro aplicativo de troca de mensagens ou rede social chega perto da popularidade do WhatsApp no Brasil que, para se ter uma ideia da dimensão, chega a ser superior até mesmo ao número de usuários de serviços bancários pelo celular no país.

PAGAR COM CARTÃO FICOU TÃO SIMPLES QUANTO ENVIAR UMA FOTO

De acordo com o WhatsApp, o processo de enviar um pagamento será tão simples quanto incluir uma foto em uma conversa. Na tela de conversa basta selecionar o “clipe” próximo do botão do microfone, no menu que se abrirá selecione a opção PAGAMENTO, informe o valor que deseja enviar, escolha um cartão compatível e, por último, confirme a operação através do PIN do Facebook Pay.

Para envio para outras pessoas o aplicativo aceita como forma de pagamento os cartões de débito do Nubank, Sicredi e Banco do Brasil. Já para empresas o usuário tem a opção de usar tanto o crédito quanto o débito dessas empresas. A expectativa é de que mais empresas se integrem ao serviço do WhatsApp nas próximas semanas.

A liberação do serviço foi iniciada na segunda-feira (15) e, de acordo com o Facebook, deve chegar a todos os usuários gradativamente. Vale a pena manter o WhatsApp atualizado para ser um dos primeiros clientes a testar a funcionalidade no Brasil que, aliás, é o segundo país a receber a novidade.

CIELO VAI DO QR CODE AO WHATSAPP PARA FICAR PREPARADA PARA A ERA “SEM CARTÃO”

A Cielo já possui diversas iniciativas que mostram que a credenciadora está se preparando para o fim do cartão físico com maestria. A Cielo possui um gateway de pagamento que permite que seus clientes recebam pagamentos com cartões por links, redes sociais e ferramentas para o e-commerce.

Há ainda o Cielo Pay, serviço que reúne, dentre outras coisas, uma solução que permite que os consumidores paguem pessoas e estabelecimentos por meio de QR Code. O serviço funciona inclusive em maquininhas de cartões, o que permite que os consumidores paguem usando cartões de crédito, mas a sem a dependência do cartão físico.

Cielo QR Code Pay

Máquinas da Cielo agora aceitam pagamentos sem cartão via QR Code. Pague com seu aplicativo favorito direto na maquininha (divulgação / Cielo)

O QR Code da Cielo está se transformando em um hub de pagamentos, além de aceitar o código bidimensional gerado pelo aplicativo Cielo Pay, a solução também aceita aplicativos de vários bancos e instituições financeiras, dentre as quais estão o Bradesco, Next, BB, Agibank, PicPay, banQi, Original, Ame Digital, Payly, Banestes, dentre várias outras.

Há ainda outras iniciativas para eliminar a necessidade do cartão físico nos pagamentos e, consequentemente, reduzir ou até eliminar o contato físico na hora de pagar. Recentemente, dê olho no auxílio emergencial, a Cielo começou a aceitar tanto o cartão virtual quanto o QR Code da Caixa Econômica Federal por meio de suas maquininhas.

O recebedor dos valores terá que aguardar 2 dias úteis para receber o crédito em conta bancária, embora esse período seja muito inferior a média das maquininhas, a tendência é que esse prazo seja reduzido assim que o sistema de pagamento instantâneo – Pix – for lançado no Brasil, cuja previsão permanece em Novembro de 2020.

A iminente acensão dos pagamentos e transferências pelo WhatsApp deve contribuir positivamente com a caixa da Cielo, ainda que a credenciadora não tenha divulgado com quanto ficará a divisão dos 3,99% cobrado das empresas e pessoas que utilizam o aplicativo comercialmente.

Tal como ocorre com as maquininhas, uma parte do valor cobrado dos estabelecimentos no WhatsApp deve ir para a bandeira, administradora, credenciadora (Cielo) e, agora, uma fração para o Facebook.

Rede, Getnet, Stone e outras credenciadoras que se cuidem, pois o potencial de crescimento de mercado da Cielo é enorme diante de tal parceria, não é atoa que as ações da empresa dispararam logo após o grande anúncio.

Agora é esperar para ver se o aplicativo de mensagens mais popular do Brasil vai conseguir impulsionar a digitalização dos pagamentos por aqui.





Secured By miniOrange